Baixa média de gols na Copa América é a pior desde 1997


De La Plata – Passados quatro jogos e três dias de competição a expectativa de jogos com um bom número de gols foi por água abaixo. Somente em metade dos jogos a rede balançou algo inédito nesta nova versão da Copa América (desde 1987). Contudo, a média não chega a ser a pior das partidas inaugurais, estando idêntica com há de 14 anos atrás.

Em 1997, em torneio realizado na Bolívia, a média de gols foi idêntica a atual: apenas 0,75 por partida. Ou seja: um gol a cada 120 minutos. Mas, se analisar de uma forma mais precisa tais gols foram vistos apenas em 89 minutos do atual torneio: Edivaldo Rojas, para a Bolívia aos 2, Sérgio Aguero para a Argentina aos 30 do 2º tempo e Ramos, aos 45 do 1º tempo para a Colômbia. Nos jogos deste domingo, dois insólitos 0x0.

O que salvou a média de gols da primeira rodada em 1997 foram os jogos do Grupo C. Naquela ocasião, a goleada do Brasil por 5×0 sobre a Costa Rica e o triunfo do México por 2×1 sobre a Colômbia aumentaram a média de gols para um pobre 1.83, a pior da história em jogos da primeira fase. Caso as partidas envolvendo Uruguai – Peru e Chile – México não conte com um mínimo de oito gols, este será o torneio com a pior média de gols após a primeira rodada.

Confira as médias de gols dos primeiros quatro jogos nos últimos 11 torneios
1987
: Média de 2,33 gols por partida (apenas três jogos)
1989: Média de 3,25 gols por partida
1991: Média de 2,00 gols por partida
1993: Média de 2,25 gols por partida
1995: Média de 3,25 gols por partida
1997: Média de 0,75 gols por partida
1999: Média de 3,25 gols por partida
2001: Média de 3,50 gols por partida
2004: Média de 4,00 gols por partida
2007: Média de 3,50 gols por partida
2011: Média de 0,75 gols por partida


Leave a comment